Menu

The Blogging of Cook 094

harborage05's blog

Quatro Dicas De Decoração De Quartos Compartilhados Para a Paz Na Casa!

Bodas De Prata: Dez Informações Pra Organizar Uma Festa Gastando Pouco



“Tenho verdadeira paixão pelo concreto e tuas características rústicas. É impressionante como poderá ser empregado de diferentes formas em imensos projetos”, ressalta a arquiteta Andrea Miranda, de São Paulo. No momento em que comprou um apartamento dos anos 1970, fez pergunta de conservar as bancadas de concreto e o piso de cimento queimado originais. Até no ramo de banho ele aparece, no entanto como se torna escorregadio quando molhado, a solução dada por Andrea foi um deck de madeira, que impossibilita acidentes e ainda aquece o local.


Na decoração, a frieza e a neutralidade do concreto foram compensadas pelo colorido das pastilhas verdes e equipamentos em tons de lilás. Como Montar Uma Brinquedoteca do arquiteto paulista Diego Revollo foi padronizar os revestimentos desse apartamento de 105 m2 para receber amplitude. Defesa De Lula Diz Que é Tecnicamente Irreal Um Julgamento Que Não Leve à Absolvição , escolhido por agradar do ponto de visibilidade estético e pela relação gasto-benefício, se estendeu ao banheiro.


  • Planta com suíte e garagem
  • Compre uma mesa de centro multiuso
  • 5 Abrigo para os refugiados no Monte Capitolino 3.5.Um O mito
  • 28: Tomás de Aquino, Sacerdote e Mestre pela Fé, 1274
  • 10- Faça você mesmo um utensílio decorativo
  • Revenda produtos

Está no piso, nas paredes e até no teto. “A vantagem do ponto de visibilidade estético é ter um objeto sem emendas ou juntas, com estilo monolítico”, ressalta Diego. A banheira de alvenaria, aberta pro quarto, bem como foi revestida com cimento queimado, mantendo o padrão dos outros cômodos. “O único cuidado está na alternativa da resina nas áreas molhadas”, lembra Diego.


Apesar de monocromática, a decoração ficou refinado e o apartamento, aconchegante. Esse lavabo seguiu o visual brutalista que os proprietários optaram para a moradia toda. Apesar do nome, essa corrente arquitetônica dos anos 50, que propunha deixar aparente a estrutura das edificações, bem como oferece espaço pra “leveza” e “harmonia”, e o modo caiu bem no banheiro, com o cinza suavizado pelo piso de peroba-mica. As paredes de concreto, com acabamento bruto, foram moldadas pela própria obra em tábuas de pinho de diferentes tamanhos e espessuras. “O estímulo foi fazer a elétrica e hidráulica antes, dado que após concretado, não poderíamos quebrar com o intuito de corrigir nada.


Esse tipo de acabamento não permite correção”, indica o arquiteto fluminense Ricardo Serzedello. Um dos precursores desta prática de espalhar estruturas de concreto, o arquiteto Gustavo Calazans, de São Paulo, costuma deixar aflorar essa herança modernista até em banheiros. Como por esse projeto, em que vigas e um pilar foram incorporados à decoração.


Mais um projeto com cimento por todos os lados do apartamento, e no banheiro não seria desigual. O acabamento de cimento queimado reveste piso e paredes, que foram impermeabilizadas. Cuba, bancada e prateleira inferior são de concreto moldado pela obra. “Fazemos as maneiras de madeira e preenchemos com essa massa.


Após seca, tiramos o molde e a suporte está pronta para ser instalada. É descomplicado e prático”, sinaliza o engenheiro Claudio Alexandre, que trabalhou no projeto assinado pelo arquiteto Sebastian Gómez. A iluminação pontual, especialmente a que vem de trás do espelho, valoriza a textura irregular e rústica do cimento.


Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.